Polo de Moda da Serra Gaúcha terá central de CAD e corte para atendimento às empresas

06/03/2018

Buscando a integração, promoção e desenvolvimento para o setor da moda na Serra Gaúcha, a Associação Polo de Moda da Serra Gaúcha terá um reforço para concretizar estas metas. A partir do dia 15 de março, a organização setorial contará com uma Central de CAD e Corte para atender pequenas, médias e grandes empresas de confecção que hoje realizam esse processo de maneira manual.

Localizada em Caxias do Sul (RS), próximo ao Centro de Distribuição dos Correios, a Central possui o sistema de engenharia têxtil CAD, plotter de 2,20 metros, mesa digitalizadora de moldes e mesa de corte com insuflação, que permite fazer várias camadas, dos mais diversos tecidos, com corte preciso de peças. Além disso, o espaço terá uma equipe técnica especializada na operação dos modernos equipamentos adquiridos para atender as demandas.

Para que o local fosse viabilizado houve a captação de verba de um edital com recursos do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) via Secretaria de Desenvolvimento do Estado. O valor do investimento foi de de R$ 1,6 milhão. O Polo de Moda contou com trabalho voluntário de empresários de moda e associados durante um ano para que o projeto de fato funcionasse.

O corte de peças de roupas que hoje é realizado de forma manual, causa grande desgaste físico aos profissionais, além de ser vagaroso, implica num alto custo por peça e desperdício de material. O objetivo é auxiliar as empresas neste processo, que é uma atividade-meio, tornando-as mais competitivas no mercado.

Diante dos desafios gerados pela globalização e da competitividade das empresas o Polo de Moda se baseou na metodologia da centrais de negócios, e na economia colaborativa.

A flexibilidade do modelo está relacionada ao fato da Associação estar à frente da operação, possibilitando, assim, adequar rapidamente as estratégias de diferenciação, a proposta de valor, o mix de produtos ou dos serviços às necessidades do público-alvo ou aos movimentos da concorrência.

A proposição do Projeto de Central de Negócios com atividades de Corte e CAD, possibilitará ganhos em escala de inovação tecnológica e de produtividade, além de diminuir o retrabalho, o desperdício de matéria prima e proporcionará ganhos e qualidade. O setor de corte é uma das principais etapas do processo produtivo, dentro da área industrial da confecção e um dos responsáveis direto pela transformação da matéria-prima, fazendo dele um setor de extrema importância.

O Polo de Moda acredita que este projeto poderá trazer uma economia média de 40% em tempo, economia de matéria-prima e agregar a questão de desperdício, ou seja, cada vez mais automatizando o processo os resíduos são menores pelas sobras de tecido.

 

Máquina de corte do espaço





Área do Associado
Esqueci minha senha