Produção na indústria cresce e emprego fica estável em outubro

28/11/2018

A produção da indústria brasileira voltou a crescer e alcançou 54,7 pontos em outubro. O indicador de número de empregados ficou em 50 pontos, mostrando que o emprego no setor ficou estável no mês passado, informa a Sondagem Industrial divulgada no dia 26 de novembro, pela CNI. Os indicadores variam de zero a cem pontos. Quando ficam acima de 50 pontos mostram aumento da produção e do emprego.

O nível de utilização da capacidade instalada aumentou 1 ponto percentual na comparação com setembro e alcançou 69% em outubro. “Com isso, a utilização da capacidade instalada se mantém, pelo terceiro mês consecutivo, 2 pontos percentuais acima do registrado nos mesmos meses de 2017”, afirma a pesquisa. Os estoques também diminuíram e ficaram mais próximos do que estava nos planos dos empresários. O índice de evolução do nível de estoques em relação ao planejado caiu de 51,2 pontos em setembro para 50,8 pontos em outubro.

“Essa reação é muito importante, especialmente depois de um setembro mais fraco, com queda inclusive das expectativas. Sinaliza que o empresário está percebendo uma melhora da demanda e sugere que este final de ano deverá ser melhor que o do ano passado”, afirma o economista da CNI Marcelo Azevedo.  

Os empresários também estão mais otimistas. “Após dois meses de queda, o otimismo do empresário cresceu em novembro”, informa a Sondagem Industrial. Todos os indicadores ficaram acima dos 50 pontos, mostrando que os industriais esperam o aumento da demanda, da compra de matérias-primas e das exportações nos próximos seis meses. O indicador de expectativas sobre a demanda aumentou para 56,6 pontos, o de compras de matérias-primas subiu para 54,4 pontos e o de exportações alcançou 52,8 pontos em novembro.

O indicador de número de empregados subiu de 49,1 pontos para 50,9 pontos. Como ficou acima dos 50 pontos, mostra que os empresários esperam fazer contratações nos próximos seis meses.

Os empresários também estão mais dispostos a fazer investimentos. O índice de intenção de investimento aumentou 4,1 pontos na comparação com outubro e alcançou 55 pontos em novembro. O índice está 6,6 pontos acima da média histórica. O indicador varia de zero a cem pontos. Quanto maior o índice, maior é a disposição para investimentos.

Esta edição da Sondagem Industrial foi feita entre 1º e 14 de novembro com 2.138 indústrias em todo o país. Dessas, 886 são pequenas, 766 são médias e 486 são de grande porte.





Área do Associado
Esqueci minha senha