Abit recebe pesquisadores do MIT para estudo sobre setor têxtil brasileiro

07/02/2018

A Abit, em conjunto com o Sinditêxtil-SP e o Programa Texbrasil, realizou em sua sede, no dia 1 de fevereiro, o 4º Encontro do Núcleo de Sustentabilidade e Inovação - grupo de empresas que se reúne todos os meses para discutir temas importantes do setor têxtil e de confecção brasileiro no que diz respeito às inovações tecnológicas e práticas sustentáveis.

Encontro recebeu cerca de 23 companhias

Cerca de 23 companhias participaram deste primeiro encontro de 2018, que contou com a presença internacional de dois pesquisadores do Massachusetts Institute of Technology (MIT), uma das mais importantes universidades do mundo. O professor Michael Piore e o doutorando Cauam Cardoso desenvolvem um estudo, desde 2015, buscando entender a lógica do funcionamento do mercado brasileiro.

Michael Piore e Cauam Cardoso do MIT

Ao longo dos últimos anos, eles realizaram mais de 100 entrevistas com profissionais de diferentes setores da indústria. O mais recente contato com a Abit ocorreu durante a Missão de Inovação Indústria 4.0, realizada em dezembro do ano passado nos Estados Unidos.

Este último encontro do Núcleo foi uma grande oportunidade de ouvir as empresas e estimular a troca de conhecimento entre os presentes, que puderam compartilhar suas histórias e experiências. Entre eles, a gerente de Comunicação e Moda da Santista, Sueli Pereira, avaliou a importância da ocasião e mencionou os fatores relevantes colocados em pauta durante a apresentação.

“Para mim é sempre um aprendizado. As instituições como a Abit estão se apoiando em institutos que têm o conhecimento, não só da experiência do dia a dia, mas nesse conhecimento acadêmico. Inovação não está só na tecnologia, mas no olhar do negócio, na cultura. É importante que cada vez mais empresas, cada vez mais profissionais se envolvam, ou seja, que o elo se converse”, declarou.

Término do estudo está previsto para este ano

“Na medida em que possam ser subdivididos os aspectos na indústria têxtil, de confecção e demais processos, eu acho que eles (MIT) terão a capacidade de entender o que é essa indústria no setor têxtil brasileiro”, também observou o diretor-presidente da Cedro Têxtil, Marco Antônio Branquinho Jr.

A Abit continua acompanhando e contribuindo com esse estudo do MIT para poder ter acesso na conclusão do trabalho.





Área do Associado
Esqueci minha senha