COVID-19: Veja sugestões de protocolos para as empresas na retomada das atividades

22/04/2020

A Abit manifesta sua preocupação, que também reflete a apreensão das empresas do setor, com o risco de colapso dos sistemas produtivos, no contexto da pandemia da Covid-19, que abala o mundo e o Brasil. Por isso, a Entidade entende ser preciso, com todo o cuidado e responsabilidade e de modo coordenado e organizado, com envolvimento e sinergia da União, estados e municípios, iniciar a retomada das atividades da indústria, comércio, serviços e transportes. 

A Entidade se posicionou sobre o assunto e divulgou uma NOTA OFICIAL sobre equilíbrio entre cuidados com a saúde e retomada econômica. Leia o posicionamento na íntegra aqui 

Portanto, para facilitar e sanar dúvidas sobre o tema, a Abit compartilha alguns protocolos para uma retomada planejada das companhias, com todo o cuidado com a saúde das pessoas. Veja abaixo: 

 

Plano de retomada da atividade econômica após a quarentena da FIESP 

A produção do protocolo foi coordenada pela FIESP e contou com a contribuição de alguns dos cerca de 40 membros do Conselho. Com mais de 70 páginas, o documento faz um resumo das melhores práticas adotadas internacionalmente para a retomada das atividades e detalha protocolos de prevenção da Covid-19 e cuidados com a saúde. O aumento do distanciamento físico, o uso de máscaras e outros equipamentos de proteção individual (EPIs), e o reforço das práticas de higienização das mãos e limpeza de ambientes foram algumas das medidas em comum indicadas a todos. 

Acesse aqui o plano de retomada da FIESP.  

 

Guia SESI para prevenção da Covid-19 nas empresas 

Voltado a gestores e trabalhadores traz desde informações mais básicas para se identificar casos suspeitos, formas de transmissão e grupos de maior risco para o coronavírus, até um passo a passo para ajudar empresas a criarem planos de contingenciamento da doença e a envolverem fornecedores e operadoras no combate à pandemia. O documento é constantemente atualizado, de acordo com protocolos internacionais e nacionais de saúde. 

 

Acesse aqui o Guia SESI.