Confiança do consumidor cresce pelo terceiro mês consecutivo, diz CNI

01/10/2018

O Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (INEC) cresceu 1,1% frente a agosto e atingiu 105,9 pontos em setembro. Esse foi o terceiro mês consecutivo de alta no indicador, que acumula aumento de 7,7% no último trimestre e é o maior desde dezembro de 2014, quando atingiu 109,2 pontos. A informação é da pesquisa divulgada pela CNI, no dia 28 de setembro.

Apesar da alta, o INEC continua abaixo da média histórica, de 107,7 pontos, o que sinaliza que os brasileiros estão menos confiantes que o usual. O aumento do valor se deve, sobretudo, aos índices de expectativas de inflação, que cresceu 7,7%, e o de desemprego, com aumento de 4,3% em setembro ante a agosto.

No entanto, a situação financeira da população, cujo índice recuou 3,1%, piorou. Houve ainda piora nas expectativas sobre a renda própria, com queda de 0,6% no indicador, e para compras de bens de maior valor, cujo índice reduziu em 0,4% neste mês em relação a agosto.

Esta edição da pesquisa, feita em parceria com o IBOPE, ouviu 2.000 pessoas em 126 municípios entre 22 e 24 de setembro.





Área do Associado
Esqueci minha senha